Qual a regra de transição que garante melhor aposentadoria?

Depois da Reforma da Previdência, a regra de transição para aposentadoria também sofreu mudanças. São seis normas que regem o processo para que vai se aposentar.

Portanto, a idade mínima e o tempo de contribuição precisam de atenção. Contudo, são quatro regras voltadas para os trabalhadores de iniciativa privada e estatais que são inscritos no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), uma regra para os servidores públicos federais e uma para ambas as categorias.

Para te ajudar a entender qual a regra de transição para aposentadoria é a melhor, preparamos esse post. Portanto, continue acompanhando e entenda mais sobre o assunto. Boa leitura!

Saiba a melhor regra de transição para aposentadoria

Vamos mostrar para você todas as regras de transição. Portanto, você vai conhecer uma a uma regra de transição para aposentadoria e verá qual é a melhor.

Veja:

1 – Para os servidores do INSS

De acordo com a Reforma da Previdência, as mulheres podem se aposentar a partir dos 62 anos e os homens com 65 anos de idade. Porém, elas poderão se aposentar quando completar 15 anos de contribuição e eles também. No entanto, os que estão entrando no mercado de trabalho recentemente, deverão completar 20 anos para ter o direito de ser aposentar.

Entretanto, com a nova regra de transição para aposentadoria as mulheres deverão conquistar 86 pontos, ou seja, 30 anos de contribuição e o homens 96 pontos, 35 anos de contribuição em 2019.

Já em 2020, a pontuação para mulheres é de 87 pontos e 97 para  homens. Porém, em 2021 aumenta mais um ponto, 88 para mulheres e 98 para homens. E assim sucessivamente, a cada ano aumenta um ponto de contribuição.

Mas os professores tem uma pontuação diferenciada. Eles terão cinco pontos menos.

Porém, a idade também houve redução. Em 2019, mulheres com 56 anos e com 30 anos de contribuição poderiam se aposentar, já os homens, com 61 anos e 35 anos de contribuição. No entanto, essa idade mínima sobe seis meses a cada ano, até chegar em 62 anos para as mulheres e 65 anos para os homens.

A regra de transição para aposentadoria que favorece os idosos que contribuíram pouco é: homens com 65 anos e mulheres com 60, em 2019, devem ter contribuído pelo menos 15 anos. Em 2020, a idade mínima para homem se mantém 65, mas para as mulheres sobe seis meses, até atingir 62 em 2023.

2 – Servidores públicos federais

A regra geral para aposentadoria é de 65 anos para homens e de 62 anos para mulheres. Porém, o tempo mínimo de contribuição para ambos os sexos é de 25 anos.

Entretanto, pelo sistema de pontuação, a regra de transição para aposentadoria fica a seguinte:

  •     2019: 86 pontos para mulheres e 96 para homens, para quem ingressou até 31 de dezembro de 2003;
  •     Por idade, 35 anos de contribuição para homem e 30 anos para a mulher.

3 – Trabalhadores do INSS e servidores federais

De acordo com a nova regra de transição para aposentadoria, é preciso que as mulheres tenham no mínimo 57 anos e os homens 60 anos.

Fonte: Jornal Contábil - 04/02/2020

Cotações e Índices

Moedas - 27/03/2020 15:52:48
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,021
  • 5,023
  • Paralelo
  • 4,370
  • 5,100
  • Turismo
  • 5,000
  • 5,300
  • Euro
  • 5,537
  • 5,541
  • Iene
  • 0,046
  • 0,046
  • Franco
  • 5,212
  • 5,216
  • Libra
  • 6,094
  • 6,097
  • Ouro
  • 261,110
  •  
Mensal - 04/03/2020
  • Índices
  • Jan/20
  • Dez/19
  • Inpc/Ibge
  • 0,19
  • 1,22
  • Ipc/Fipe
  • 0,29
  • 0,94
  • Ipc/Fgv
  • 0,59
  • 0,77
  • Igp-m/Fgv
  • 0,48
  • 2,09
  • Igp-di/Fgv
  • 0,09
  • 1,74
  • Selic
  • 0,38
  • 0,37
  • Poupança
  • 0,05
  • 0,05
  • TJLP
  • 5,09
  • 5,57
  • TR
  • -
  • -

Saiba mais ...

Agendas Tributárias

  • 31/Março/2020 – 3ª Feira.
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • COFINS/PIS-PASEP | Retenção na Fonte – Autopeças.
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração mensal.
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração trimestral.
  • IRPJ/CSL - Lucro real anual - Saldo de 2019.
  • IRPJ | Imposto de Renda Pessoa Jurídica | Renda variável.
  • IRPJ/Simples Nacional | Ganho de Capital na alienação de Ativos.
  • IRPF | Imposto de Renda Pessoa Física.
  • REFIS/PAES | Programa de Recuperação Fiscal.
  • REFIS | Programa de Recuperação Fiscal.
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro | Profut | Parcelamento de débitos junto à RFB e à PGFN.
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Recuperação Previdenciária dos Empregadores Domésticos - Redom (Parcelamento de débitos em nome do empregado e do empregador domésticos junto à PGFN e à RFB).
  • DOI | Declaração de Operações Imobiliárias.
  • DME | Declaração de Operações Liquidadas com Moeda em Espécie.
  • Operações com criptoativos.
  • Programa bienal de segurança e medicina do trabalho.
  • Declaração de Benefícios Fiscais (DBF).
  • Declaração de Transferência de Titularidade de Ações (DTTA).
  • Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (Defis).
  • Informações prestadas pelas entidades de previdência complementar, sociedades seguradoras e administradoras de Fapi
  • Declaração de Rendimentos Pagos a Consultores por Organismos Internacionais (Derc).

Saiba mais ...

Avenida Silvio Avidos, 1104 - Sala 103 - São Silvano - Colatina ES   |   CEP: 29703-132
27. 3721 3268   |   pedro@gramacon.com.br
Desenvolvido pela TBrWeb
( XHTML / CSS )