Governo Bolsonaro terá WhatsApp interno para políticos

O governo Bolsonaro vai contar com uma rede social privada para ministros e parlamentares, segundo O Globo. Muito criticado por problemas na articulação política e sofrer vazamentos de áudios no WhatsApp, o governo terá um aplicativo de mensagens para troca de informações; ainda, o app vai mostrar informações sobre “comportamento político” de deputados — para facilitar a articulação de companheiros.
Políticos encontrarão no aplicativo um sistema que reúne dados sobre a atuação de outros parlamentares. Ou seja, andamento da execução de emendas e cargos indicados por ministros. Carlos Manatto, secretário especial para a Câmara, órgão vinculado à Casa Civil, adiciona a existência de um canal direto para comunicação entre presidência e ministros.

“Vai ser um aplicativo interno em que todo mundo vai poder entrar: parlamentares e ministros, uma coisa legal. A ideia é mostrar, por exemplo, quais programas há na ação social, na saúde, e aí os deputados vão ver os programas, poder passar para os prefeitos, divulgar, tendo acesso online. E eu vou ter todo o acesso às votações deles e tudo mais; e os ministros também”, disse Manatto ao Globo.

A ideia do desenvolvimento de um aplicativo para este fim nasceu do ministro Carlos Alberto dos Santos Cruz, da Secretaria de Governo. Por outro lado, quando essa história chegou até a Câmara, deputados manifestarem desconforto com a inclusão de dados sobre eles por entenderem que o governo pretende usar essas informações para pressioná-los a serem fiéis ao Planalto”, escreve o Globo.

Deputados indicaram que a ideia do aplicativo é uma iniciativa de “espionagem”. Políticos envolvidos ainda se preocupam com a inclusão de dados pessoais, com informações sobre filhos e cônjuges. O Globo afirma que parlamentares ainda “brincaram” se o aplicativo mostraria dados de “amantes”.

Mais detalhes sobre o aplicativo não foram revelados. Vale notar que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) oferece ao presidente Bolsonaro um dispositivo criptografado para conversas seguras, mas o presidente prefere o uso do WhatsApp.

Fonte: Tecmundo | 27/02/2019

Cotações e Índices

Moedas - 31/03/2020 16:34:42
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,193
  • 5,195
  • Paralelo
  • 4,430
  • 5,190
  • Turismo
  • 5,170
  • 5,480
  • Euro
  • 5,693
  • 5,697
  • Iene
  • 0,048
  • 0,048
  • Franco
  • 5,385
  • 5,393
  • Libra
  • 6,454
  • 6,460
  • Ouro
  • 268,540
  •  
Mensal - 04/03/2020
  • Índices
  • Jan/20
  • Dez/19
  • Inpc/Ibge
  • 0,19
  • 1,22
  • Ipc/Fipe
  • 0,29
  • 0,94
  • Ipc/Fgv
  • 0,59
  • 0,77
  • Igp-m/Fgv
  • 0,48
  • 2,09
  • Igp-di/Fgv
  • 0,09
  • 1,74
  • Selic
  • 0,38
  • 0,37
  • Poupança
  • 0,05
  • 0,05
  • TJLP
  • 5,09
  • 5,57
  • TR
  • -
  • -

Saiba mais ...

Agendas Tributárias

  • 31/Março/2020 – 3ª Feira.
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • COFINS/PIS-PASEP | Retenção na Fonte – Autopeças.
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração mensal.
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração trimestral.
  • IRPJ/CSL - Lucro real anual - Saldo de 2019.
  • IRPJ | Imposto de Renda Pessoa Jurídica | Renda variável.
  • IRPJ/Simples Nacional | Ganho de Capital na alienação de Ativos.
  • IRPF | Imposto de Renda Pessoa Física.
  • REFIS/PAES | Programa de Recuperação Fiscal.
  • REFIS | Programa de Recuperação Fiscal.
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro | Profut | Parcelamento de débitos junto à RFB e à PGFN.
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Recuperação Previdenciária dos Empregadores Domésticos - Redom (Parcelamento de débitos em nome do empregado e do empregador domésticos junto à PGFN e à RFB).
  • DOI | Declaração de Operações Imobiliárias.
  • DME | Declaração de Operações Liquidadas com Moeda em Espécie.
  • Operações com criptoativos.
  • Programa bienal de segurança e medicina do trabalho.
  • Declaração de Benefícios Fiscais (DBF).
  • Declaração de Transferência de Titularidade de Ações (DTTA).
  • Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (Defis).
  • Informações prestadas pelas entidades de previdência complementar, sociedades seguradoras e administradoras de Fapi
  • Declaração de Rendimentos Pagos a Consultores por Organismos Internacionais (Derc).

Saiba mais ...

Avenida Silvio Avidos, 1104 - Sala 103 - São Silvano - Colatina ES   |   CEP: 29703-132
27. 3721 3268   |   pedro@gramacon.com.br
Desenvolvido pela TBrWeb
( XHTML / CSS )