Google revela plano para acabar com a URL como conhecemos hoje

Desde que a internet comercial existe, ela passou por inúmeras mudanças, mas uma coisa continua igual: a URL, sigla em inglês para “localizador uniforme de recursos”, que serve como endereço de todos os sites que acessamos. Depois de tantos anos, o Google aproveitou o aniversário de 10 anos do Chrome para revelar que decidiu iniciar um combate às URLs como conhecemos hoje.

Em entrevista ao site Wired, Adrienne Porter Felt, engenheira do Google e gerente responsável pelo Chrome contou que existe um plano para que essas longas sequências de caracteres, muitas vezes incompreensíveis, que formam a URL sejam substituídas por algo mais inteligível para qualquer um, tornando a web mais segura.

“Queremos avançar para um lugar onde a identidade da web é compreensível para qualquer um; as pessoas sabem com quem estão falando quando estão usando um site e podem raciocinar se devem ou não confiar na página. É importante fazer algo, porque todo mundo está insatisfeito com as URLs. Elas são meio ruins”, conta Porter Felt.

A questão é que ninguém é muito claro sobre como vai funcionar esse sistema que poderia substituir a URL convencional. O que pode-se imaginar é que o Google queira fazer um trabalho de apresentar melhor os elementos que compõem uma URL para torná-los mais evidentes e a navegação mais segura, uma vez que endereços falsos são um dos métodos mais comuns de roubo de senhas. Em vez de dar um link para a pessoa acessar a Netflix.com, ela acessa a NetfIix.com (o “L” minúsculo foi trocado por um “i” maiúsculo), digita sua senha e pronto: seus dados foram roubados.

Agora a forma como o Google vai fazer isso, segue um mistério. É fato que a URL traz uma série de informações importantes: um site HTTP é menos seguro que um HTTPS, para começar. Na sequência, vemos o endereço propriamente dito da página, seguido das informações específicas para acessar uma parte específica dentro daquele endereço. A partir daí, existem inúmeras informações que podem ser acrescentadas até mesmo para monitorar a atividade online do usuário. Como a empresa vai fazer para que isso seja compreensível de uma forma mais simples? Precisamos esperar para ver.

Fonte: Olhar Digital | 06/09/2018

Cotações e Índices

Moedas - 30/03/2020 16:34:15
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,165
  • 5,165
  • Paralelo
  • 4,370
  • 5,100
  • Turismo
  • 4,860
  • 5,270
  • Euro
  • 5,619
  • 5,623
  • Iene
  • 0,047
  • 0,047
  • Franco
  • 5,306
  • 5,310
  • Libra
  • 6,300
  • 6,306
  • Ouro
  • 268,540
  •  
Mensal - 04/03/2020
  • Índices
  • Jan/20
  • Dez/19
  • Inpc/Ibge
  • 0,19
  • 1,22
  • Ipc/Fipe
  • 0,29
  • 0,94
  • Ipc/Fgv
  • 0,59
  • 0,77
  • Igp-m/Fgv
  • 0,48
  • 2,09
  • Igp-di/Fgv
  • 0,09
  • 1,74
  • Selic
  • 0,38
  • 0,37
  • Poupança
  • 0,05
  • 0,05
  • TJLP
  • 5,09
  • 5,57
  • TR
  • -
  • -

Saiba mais ...

Agendas Tributárias

  • 31/Março/2020 – 3ª Feira.
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • COFINS/PIS-PASEP | Retenção na Fonte – Autopeças.
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração mensal.
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração trimestral.
  • IRPJ/CSL - Lucro real anual - Saldo de 2019.
  • IRPJ | Imposto de Renda Pessoa Jurídica | Renda variável.
  • IRPJ/Simples Nacional | Ganho de Capital na alienação de Ativos.
  • IRPF | Imposto de Renda Pessoa Física.
  • REFIS/PAES | Programa de Recuperação Fiscal.
  • REFIS | Programa de Recuperação Fiscal.
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro | Profut | Parcelamento de débitos junto à RFB e à PGFN.
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Recuperação Previdenciária dos Empregadores Domésticos - Redom (Parcelamento de débitos em nome do empregado e do empregador domésticos junto à PGFN e à RFB).
  • DOI | Declaração de Operações Imobiliárias.
  • DME | Declaração de Operações Liquidadas com Moeda em Espécie.
  • Operações com criptoativos.
  • Programa bienal de segurança e medicina do trabalho.
  • Declaração de Benefícios Fiscais (DBF).
  • Declaração de Transferência de Titularidade de Ações (DTTA).
  • Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (Defis).
  • Informações prestadas pelas entidades de previdência complementar, sociedades seguradoras e administradoras de Fapi
  • Declaração de Rendimentos Pagos a Consultores por Organismos Internacionais (Derc).

Saiba mais ...

Avenida Silvio Avidos, 1104 - Sala 103 - São Silvano - Colatina ES   |   CEP: 29703-132
27. 3721 3268   |   pedro@gramacon.com.br
Desenvolvido pela TBrWeb
( XHTML / CSS )